Aproveitando que estamos nos últimos dias de Outubro, o mês das crianças, resolvi compartilhar um poema para crianças. Ou, talvez, seria melhor dizer que é uma poesia sobre crianças de uma leitora querida.

A Eneida Dias de Miranda me contou sobre uma feliz coincidência: temos poesias com o mesmo nome! Nossas poesias homônimas falam sobre esse tema delicioso que é “Ser criança”. Claro que adorei saber disso e quis compartilhar aqui no blog.

Por sugestão da própria Eneida, escolhemos publicar a poesia dela no mês das crianças. A Eneida também tem um blog (Percepções Reais) onde publica as suas poesias. Para quem gosta de versos e poemas, vale a visita.

 

versos para crianças e sobre a infância

Poema para crianças

Minha poesia, que foi a motivadora dessa conversa, foi publica por aqui ano passado: Ser Criança. Ela trata de todo esse universo da infância e de como um filho nos reconecta à criança que um dia fomos.

Do mesmo modo, o poema da Eneida traz esse universo infantil, mas sem o viés materno. São versos sobre o  mundo das crianças em sua essência – algo que todos nós passamos e nos identificamos de alguma forma. Confiram o poema para crianças:

 

SER CRIANÇA

Ser criança é ser feliz,
É viver se arriscando por um triz,
Como se tivesse consciência
De Deus, de sua onipresença.

Ser criança é desafiar o mundo,
Querer saber tudo profundo,
Guardando numa mente que, decerto,
Deste universo não conhece um milésimo.

Ser criança é mergulhar sem medo
Em oceanos de brinquedos,
Sem se importar que o tempo tem utilidade
Para diversas outras habilidades.

Ser criança é ser desbravadora
Do desconhecido, fiel descobridora.
É começar a formatar em si
Um futuro que está por vir.

Ser criança é ter nos olhos
O brilho dos vitoriosos;
Nos lábios, sorriso constante,
E um falar confiante.

Ser criança é chorar solto
Por todo e qualquer “desgosto”,
E permitir ser consolada
Com um doce, um afago e uma risada.

Ser criança é aprender
Desde a mais tenra idade
Que a Deus tudo pertence,
E deve ser feita a Sua vontade.

Eneida Dias de Miranda

 

Talvez não seja exatamente um poema para crianças, mas certamente é uma poesia sobre crianças com lembranças muito próprias à infância. Daqueles versos que fazem brotar um sorriso durante a leitura.

 

Vocês também se identificam com esse poema para crianças? Quais as tuas melhores lembranças da infância? Já escrevesse algum poema sobre isso? Conta pra mim aqui nos comentários (ou no Instagram ou no Facebook)!
Lembrando que quem quiser ver seus versos de mãe, pai, avó, madrinha, tia publicados aqui no Só Melhora também, é só me mandar um e-mail (talita@somelhora.com.br)! Vou amar receber a poesia de vocês!

 

 

Que tal mais poemas para aquecer o coração?
Por aqui tem poesia de amor: Olhos de flor e poesia para filho: Meu Vinicius. Tem poesia para a hora do parto: Que tenhas uma boa hora e para o resto da vida do bebê: O amor que não foi à primeira vista.

E tem uma pasta recheada de poesias autorais lá no Pinterest Só Melhora. Vale a pena dar uma olhada: