À Espera (poesia) e sobre estar grávida

Estar grávida foi o momento em que me senti mais plena em toda a minha vida. Eu me sentia importante, especial. Eu me achava linda (maravilhosa, para ser mais específica!) com aquele barrigão. E eu era paparicada por todos os lados: pelo maridão, pela família, pelos amigos e até por desconhecidos. Como não amar?

Sei que não é assim para todas as mulheres, mas, para mim, a gestação foi um momento muito mágico, perfeito. Não posso dizer que não tive desconfortos, mas foram tão poucos que mal me lembro deles. A sensação que guardo em meu coração dessa época é mesmo de plenitude.

É esse o sentimento motivador da poesia de hoje, que faz parte do álbum do primeiro ano do Vinicius (aqui falo mais sobre ele). Espero que gostem e compartilhem! (só não esqueçam de dar o devido crédito, ok?)

 

À Espera

Te esperar
foi o período mais
mágico da nossa vida

Te imaginar
aqui fora conosco
numa alegria colorida

Te sentir
mexendo dentro de mim
me fez feliz e especial

Te gerar
Te parir
é a concretização
do nosso próprio Natal

Talita
23/08/13
18:20

Essa poesia faz parte do Álbum do primeiro ano do Vinicius.

 

Interessadas em ler outras poesias que também fazem parte do álbum do primeiro ano do Vinicius?

Que tal O Milagre – a poesia mais acessada de todo o blog (e uma das minha preferidas da vida)? Ou vocês podem começar do começo, com a poesia do Primeiro Mês do bebê. Mas já aviso: o primeio mês foi caótico por aqui! Aliás, aqui no blog tem uma poesia para cada mês do bebê. É só procurar na categoria “poesia” lá em cima.

Ah! E também tem mais poesia de grávida por aqui!

Tem poesia para compartilhar com uma uma amiga gestante. E para desejar uma boa hora para a gravidinha.

Vocês também se sentiam especiais durante a gestação? Se achavam lindas de barrigão? Conta aqui nos comentários!

2 comentários em “À Espera (poesia) e sobre estar grávida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *