Primeiro Mês do bebê e o caos da chegada de um filho

Ah, o primeiro mês do bebê! Já vou começar falando que esse post (e essa poesia) não é para desanimar nenhuma gestante ou quem ainda não tem filhos. Muito pelo contrário: é para alertá-los! Porque quase ninguém fala do lado caótico da chegada de um filho.

Sim, o nascimento de um bebê é um milagre (falei exatamente isso na poesia passada). Mas o impacto desse acontecimento no dia a dia da família vai muito além da beleza que vemos nos ensaios newborn.

Há muito choro, muitas dúvidas, muito cansaço; pouco sono, pouca compreensão, pouca experiência. Muitas fraldas, muitas pessoas, muita informação; pouco tempo, pouca rotina, pouco entendimento.

Resumindo: o primeiro mês do bebê é um caos.

Como já disse uma mãe sábia, o melhor do 1° mês é que ele passa!

E é isso que vocês verão na poesia que eu trago hoje (mais especificamente a parte do caos, porque quando a escrevi eu ainda não sabia que isso tudo passava…). Minha respiração fica ofegante só de lembrar!

 

Primeiro Mês

Acorda chorando
Dorme mamando
Visita chegando
Gente falando

Mamar
Arrotar
Trocar
Embalar
Recomeçar
Sem parar
Descansar?
Nem pensar!

Rotina não tem
Mamãe já vem
Vai muito além?
Nana neném…

Talita
28/08/13
18:20

Essa poesia faz parte do Álbum do primeiro ano do Vinicius.

 

Essas poesias também fazem parte do álbum do primeiro ano do Vinicius:

A poesia inaugural do álbum – Materna Idade. A poesia da fase mais plena da minha vida – quando estava grávida: À Espera. E a poesia que é a sequência deste post, a do Segundo Mês do bebê. Aliás, tem poesia para cada mês do primeiro ano do bebê. É só procurar a categoria Poesia – Primeiro Ano lá em cima.

Só na minha casa foi esse caos? Vocês também achavam que essa confusão não acabaria nunca? Contem aqui nos comentários!

4 comentários em “Primeiro Mês do bebê e o caos da chegada de um filho

  1. Com certeza o primeiro mês do bb não é o conto de fadas que imaginava… Me deixei totalmente de lado para dar 100% de atenção ao pequeno. Dores nos pontos? Imagina, não tinha tempo nem pra sentir dor. Sono, só se o bb dormir, ainda assim tinha q ser um sono de leve no caso dele acordar, pois eu tinha q estar ali de prontidão… Mto cansativo!!!! Ainda bem que eu também tenho um príncipe em casa, meu maridão, com quem eu posso contar em todos os momentos e que não me deixou desabar.

    1. O começo é mesmo bem caótico, Pilar. Mas acredite – eu vivo repetindo – só melhora! 🙂
      Ainda mais quando se tem um príncipe em casa (nosso caso! Yes!)
      Fico feliz que tenhas um príncipe também.
      Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *