Estava aqui procurando um texto que li há muito tempo que falava sobre o amor de mãe. Ele explicava que junto com o “eu te amo, filho” iam muitos sentimentos não ditos. Como não encontrei o tal texto, resolvi escrever o meu próprio.

Amor de mãe é uma coisa interessante: ele continua crescendo junto com o filho. Ele vai sendo re-significado a cada fase. Vai se tornando cada vez mais complexo e enraizado à sua fonte.

Expliquei que a gente ama conforme foi amado nesse texto sobre o amor que passa de geração para geração.

 

Eu te amo, filho

Quantas vezes já repetimos essa frase? Não sei como é por aí, mas aqui em casa eu devo dizer isso umas 27 vezes por dia! Mais ou menos.

A mensagem que quero passar para o meu filho com essa declaração de amor tem muitos sentidos e significados. Criança precisa de repetição – é assim que ela aprende e apreende um fato ou um conhecimento.

Além disso, sou dessas que acredita que o óbvio tem que ser dito sim. E é meu próprio filho que me lembra disso de vez em quando!

Fico repetindo que amo meu filho simplesmente porque é verdade. Eu o amo. Às vezes me pego observando aquele pequeno e percebo que, mais uma vez, o amor de mãe está crescendo!

Quero que ele saiba o quanto é amado. Quero que ele se sinta amado. E tenha todas as consequências disso: sinta-se seguro, autoconfiante, capaz, competente e motivado.

Por outro lado, é também uma forma de retribuição. Quem tem um filhote de 4 ou 5 anos, certamente está acostumada a ouvir “eu te amo, mãe” muitas vezes por dia. Ah! Como é bom ouvir isso! Claro que preciso retribuir a declaração de amor! (Quem está passando pelos terrible two, tenha só mais um pouquinho de paciência que logo, logo melhora!)

 

Amor de mãe em frases

Pois bem, fato é que quando a gente fala “eu te amo, filho” estamos declarando muito mais que “apenas” o nosso amor pelo filhote. Essa frase clichê é, na verdade, um resumo de muitos sentimentos não ditos que temos na nossa cabeça e coração.

Eu te amo, filho” significa que ele sempre poderá contar comigo. Mesmo que eu não concorde com o que ele pensa, fala ou faz, eu estarei aqui para ser seu porto seguro.

É algo como: eu disse que não era para subir aí que poderias te machucar. Mas vem cá que eu te dou um colinho, lavo o machucado e ajudo a te acalmar.

Filho, te amo” quer dizer que sei que ele tem um mundo inteiro pela frente. Quero muito que ele conheça, descubra e aprenda tudo que tem vontade. Quero que ele seja feliz com as escolhas que fizer.

Mas junto com essas palavras, vai uma prece: Deus, proteja meu filho por onde ele for. Acalma meu coração de mãe preocupado com os perigos da vida. Coloca uns 5 anjos da guarda a mais em torno do meu pequeno.

Eu te amo infinito, filho” tem a ver com minha admiração por tudo que ele é. Como ele é capaz de aprender com facilidade e rapidez. Como um menino tão pequeno pode me ensinar tantas coisas!

Também quero dizer que aprendo com ele muito mais do que ensino. Quero continuar sendo mãe, mas também manter esse olhar de admiração e descobertas. Quero estar sempre aberta para aprender com ele.

Filho, te amo muito” significa que não sei o que será do amanhã. Não sei responder à pergunta que ele me faz de vez em quando sobre quando vou morrer. Não sei o que acontecerá com ele quando a mamãe e o papai virarem estrelinha.

Mas enquanto estivermos juntos vamos curtir ao máximo! Vamos aproveitar tudo que podemos! Vamos continuar repetindo “eu te amo” e sentindo todas as emoções que vão junto com essa frase.

 

Qual o tamanho do amor de mãe?

Ele tem o tamanho de todos os sentimentos que vão junto quando dizemos: eu te amo, filho.

 

Que outras frases de amor para os filhos vocês dizem por aí? Conta para mim aqui nos comentários (ou no Instagram ou no Facebbok)!

amor de mãe para filho