7 produtos de bebê que achei que seriam úteis, mas não foram

Há pouco tempo, fiz uma listinha com 7 produtos de criança que pareciam meio inúteis quando comprei/ganhei, mas, na prática, se mostraram bem úteis por aqui.

Pois bem, essa listinha fez tanto sucesso aqui no blog e nas redes sociais, que achei que merecia um contraponto. Então, preparei outra lista, mas dessa vez com os produtos que eu jurava que seriam super úteis para um bebê, mas tiveram pouco uso aqui em casa.

Sabe aquele produto inovador que quando a gente vê na loja gringa pensa: “que gênio quem inventou isso!”. Mas no dia a dia de mãe se mostra tão trabalhoso que acabamos preferindo fazer do jeito tradicional? Pois é, foram itens assim que eu listei abaixo:

1- Chupa-fruta:

Também chamado de redinha para comer frutas ou alimentador com tela, é basicamente um saquinho de tela onde se coloca uma fruta cortada dentro para o bebê chupar e não se afogar. Parece uma utilidade que qualquer pai que preze pela segurança do filho compraria, né? Mas depois, descobrimos que o bom mesmo é deixar o bebê segurar as frutas com as mãos e se lambuzar inteiro para se deliciar com os sabores e texturas dos alimentos. Confesso que comprei, mas nunca cheguei a oferecer para o meu filho. (aqui tem mais informações sobre isso)

2- Colher dosadora para papinha:

É um tubo de plástico maleável onde se coloca a papinha dentro e na ponta tem uma colher. Quando se aperta o tubo, vai descendo papinha para a colher. Lindo – na teoria. Na prática, teria que passar a papinha no liquidificador para dar certo (o que não é indicado pelos especialistas). Por aqui, desde o começo, ofereci a papinha amassada no garfo mesmo. No começo ele comia quase nada, depois de umas semanas, começou a raspar o prato – e continuamos assim até hoje!

3- Assento para banheira:

É um encosto de plástico rígido que encaixa na banheira para facilitar o banho do bebê. A banheira do Vinicius vinha com esse assento, mas eu detestei. Nunca tive confiança de deixá-lo encostado direto nele e a água não passava pelo plástico. Resumo da ópera: não dei jeito para dar bano nele com esse acessório na banheira. Por aqui o que funcionou – e super recomendo – é a redinha de banho, uma rede que se prende na banheira: permite passar água e segurar o bebê ao mesmo tempo.

4- Óleo de bebê:

Não é exatamente um item que posso chamar de inútil – eu mesma cheguei a usar no filhote umas duas ou três vezes – mas eu achava que seria bem mais útil. Achava que faria muitas sessões de massagem com esse óleo, mas não me adaptei muito bem com a textura dele. Como o Vinicius sempre teve dermatite atópica, precisávamos usar um hidratante hipoalergênico e já fazia a massagem diária nesse momento – correção: ainda faço! As poucas vezes que usei o óleo foi para limpar o couro cabeludo do pequeno.

5- Aquecedor de mamadeira:

É daqueles itens que a gente compra sem saber se vai usar. A própria mamadeira foi comprada assim, mas acabamos usando (a mamadeira). O aquecedor que compramos vinha junto com o kit de mamadeiras, mas era 110v. Para usá-lo precisaríamos comprar um adaptador que seria mais caro que o preço que pagamos no kit. Acabamos não comprando, o filhote se adaptou super bem com a fórmula em temperatura ambiente e nunca sentimos falta do tal aquecedor.

6- Calça ou macacão com pé:

Esse eu jurava que seria útil! Comprei e ganhei vários macacões e calças para bebês lindos com pézinho, mas só consegui usar os tamanhos pequenos (RN, P, M e G). Aparentemente, o Vinicius tinha pernas mais compridas que a maioria dos bebês, porque as roupas ainda serviam nos braços, mas já não cabiam mais nas pernas! Além disso, ele era super encalorado e, depois que teve coordenação para me mostrar isso (arrancando as meias e os sapatos, por exemplo), entendi que ele detestava os modelos que prendiam os pés.

7- Aspirador nasal:

Taí uma das muitas coisas que só tomei consciência da existência depois que engravidei. Fazia todo sentido ter um, já que bebês não sabem assoar o nariz. Comprei e ganhei, mas nunca usei! Simplesmente não dei jeito de manusear. Para limpar o nariz do filhote, com orientação do pediatra, usamos soro nasal – até hoje, diariamente.

 

Quais produtos de bebê vocês acharam que seria úteis, mas não foram?

Vale a pena lembrar que o que não foi útil para mim, pode ter sido para outra família – e vice-versa! Passeando pela internet enquanto escrevia esse post, encontrei várias indicações de outras mães de produtos que estão nessa minha lista de inúteis e vários produtos em listas de “não comprar” que eu amo e indico!

 

E o importante dessa troca de informações é exatamente isso: a gente tem que experimentar para ver o que funciona para a nossa família! Conta para mim se vocês concordam com os itens que eu listei aí em cima ou se vocês acrescentariam algum outro!

 

prodos de bebê

As imagens utilizadas no infográfico são de reprodução das marcas dos produtos.

6 comentários em “7 produtos de bebê que achei que seriam úteis, mas não foram

  1. Comprei brinquedo para banheira e não usei, óleo também não usei, sapatinhos para recém nascido, aspirador nasal não usei também.
    Gostei do post.
    Bjs
    Mari
    Vamosmamaes.com.br

    1. Os sapatinhos para recém-nascido são tão irresistíveis quanto inúteis, né Mari? hehehe
      Adorei te ver por aqui! Espero que volte sempre!
      Beijos

  2. Usei e uso praticamente todos!! Me são de extrema importância.

    1- Chupa-fruta:
    Tenta dar uma manga na mão de um BB.. rs a fruta escorregava e ela acabava não comendo nada.o problema foi resolvido com essa chupeta de redinha.

    2- Colher dosadora para papinha:
    Me ajudou muuuuuuito nos primeiros meses da IA. Super prático!! !

    3- Assento para banheira:
    Desde o primeiro banho usei o assento. Eu utilizava ele virado ao contrário de forma q o BB ficasse mais deitadinho. P mim foi importantíssimo!! Dar o banho sem esse apoio teria sido bem mais complicado.

    4- Óleo de bebê:

    Usei muito para fazer massagens na fase das cólicas. E se for o oleo mineral uso até hj para outras funções por orientação da pediatra.

    5- Aquecedor de mamadeira:
    Uso desde o início da IA. Minha filha não pegou mamadeira. Uso para descongelar e aquecer as papinha. Não gosto de utilizar o micro-ondas para as comidas dela.

    6- Calça ou macacão com pé:
    Minha filha arranca td q é colocado nos pés. Então os macacões de pezinho sempre foram uteis no inverno e para dormir no ar condicionado.

    7- Aspirador nasal:
    Se não fosse o bendito aspirador nasal eu teria ficado mais noites em claro. Quando o bebê está entupido não consegue respirar e mamar. Minha filha teve princípio de bronquite.. ficou toda encatarrada..só a nebulizacao e o Sorine não resolviam eu tinha q amolecer c esses produtos e puxar p fora c o aspirador nasal. Eu indico todas as mães terem um em casa..eu se viajo levo comigo. Já precisei usar várias vezes fora de casa

    Conclusão.
    Cada bebe é diferente do outro..cada mãe se sente à vontade de uma forma ou de outra.
    Eu não generalizo o uso ou não desses itens, para mim foram todos necessários; )

    1. É isso mesmo, Teresa!
      Como eu disse no post, cada família tem sua experiência. E é ótimo que seja assim.
      Muito obrigada pelo comentário! Tua experiência enriquece imensamente o blog.
      Espero poder contar sempre com a tua contribuição! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *