Passado o primeiro trimestre confuso, vamos falar do quarto mês do bebê. Sei que já falei isso diversas vezes aqui e que corro o risco de me tornar repetitiva, mas à medida que o tempo passa, a vida e o filho só melhora.

Achei o primeiro trimestre de vida do pequeno um período BEM confuso. Um turbilhão de emoções e muitas adaptações a se fazer. Mas, com a chegada do quarto mês, nossa relação melhorou MUITO.

Considero o controle de pescoço um grande marco porque já dá para ter uma boa noção se o filhote não quer uma coisa, ele simplesmente vira a cabeça para outra direção. Aliás, começar a virar o corpo todo também é muito legal.

Finalmente, aquele bebezinho, antes quase imóvel, começa a dar respostas mais concretas de que está interagindo conosco!

E aí a gente se empolga e começa a apresentar brinquedos e músicas para entreter o sedento aprendiz de gente! Só que a atenção dos bebês, nessa fase, não passa de 5 minutos… Aja brincadeira para distrair o filhote o dia todo!

Minha melhor lembrança dessa época, como vocês podem ver na poesia abaixo, são os abraços cheios de carinhos entre mamãe e bebê. Adoro abraço! Hoje em dia tenho que correr atrás do menino para conseguir um… hehehe

 

Quarto Mês

O pescoço já consegue controlar
No chão, já aprendeu a se virar
Todo dia dá discurso ao acordar
Felizmente não deixou de mamar

Em meio a tanta novidade
é preciso ter criatividade
para a brincadeira não terminar

Mas não há fadiga ou cansaço
que resista ao teu abraço,
no meu colo, a te acarinhar.

Talita
02/10/13
16:05

Essa poesia faz parte do Álbum do primeiro ano do Vinicius.

 

E por aí? Como foi o quarto mês do seu bebê?

Interessados em ler outras poesias que também fazem parte do álbum do primeiro ano do Vinicius?
À Espera é a poesia da época mais plena da minha vida: a gestação. O Milagre é a poesia mais acessada do blog, e fala do nascimento do meu filho. E para quem ainda não leu, também tem poesia sobre o período mais caótico: o Primeiro Mês do bebê.

loading...