Mãe de menino e sobre ter um mundo azul: Ficava me perguntando se eu realmente deveria entrar nessa discussão de mãe de menino x mãe de menina. Porque, para ser bem sincera, não gosto muito dessa polêmica.

Não gosto dessa polêmica porque acredito que ela não seja produtiva. Em que nos acrescenta ficarmos nos dividindo entre mães de meninas e mães de meninos? Nada! No fim das contas, somos simplesmente mães.

Se meu mundo é azul, se teu mundo é rosa, nossos mundos são coloridos, no fim das contas. De fato, um texto sobre meu mundo azul seria apenas um amontoado de frases sobre ser mãe de menino, reflexões sobre um mundo azul e rosa.

No fim das contas, nunca fui muito fã dessa guerra dos sexos e não me agrada muito o modo como estão tratando essa questão da diferença de gêneros. Acho bom que meninos e meninas sejam diferentes! Acho bom mesmo que cada um possa fazer suas próprias escolhas e seja respeitado por isso.

Pensando nisso tudo, escrevi um poema sobre ser mãe de menino – e fui além! Criei uma animação dessa poesia sobre meu mundo além do azul. A ideia é diversificar as formas de abordar esse assunto e dar mais oportunidades para todos falarmos desse tema.

Transformei a animação em vídeo e coloquei muito carinho nesse processo. Espero que esse amor chegue do outro lado da tela e te estimule a compartilhar o vídeo, o post, a poesia. Bora compartilhar carinho em forma de poema?

Continuando o assunto…

o fato é que sim, eu sou mãe de menino.

 

Mãe de um menino lindo e muito esperto que me faz descobrir novas coisas todos os dias. Que me faz perceber que meninos e meninas são diferentes sim, isso é visível e inquestionável. Mas, ao mesmo tempo, não é motivo para preconceitos bobos.

Temos nosso mundo azul – temos nosso mundo colorido.

Meu filho faz parte do meu mundo, meu filho colore meu mundo. Se é para deixar uma mensagem sobre ser mãe de menino, posso resumir numa frase para meu filho:

filho, tu és as cores do meu mundo!

imagem de um menino com as mãos sujas de tinta: meu filho é meu mundo

Por exemplo, não acredito e nem incentivo esse negócio de brinquedo de menino x brinquedo de menina. O Vinicius nunca ouviu aqui em casa alguém dizendo que isso ou aquilo é brinquedo de menino. Quando está com seus amigos, naturalmente prefere brincar de dinossauro, super heróis e carrinhos. Quando está com a prima, acaba brincando de boneca, comidinha e pintura. Simples assim.

Percebo que as diferenças nas brincadeiras não têm só relação com o sexo da criança com quem meu pequeno está brincando. Tem muito mais a ver com a personalidade do amiguinho ou amiguinha. O Vinicius tem amigos (meninos) que gostam mais de brincar de pintura e bonecos. E tem amigas (meninas) que preferem brincar de super heróis e dinossauros.

Eles se adaptam em cada brincadeira, são flexíveis dependendo de quem está brincando. É nessas horas que eu penso que temos tanto a aprender com os pequenos! Como já disse várias vezes: crianças se entendem. Simples assim.

Fico até orgulhosa quando ele traz o assunto à tona. Dia desses, ele veio me dizer:

-Mãe, os meninos podem escolher todas as coras e as meninas podem escolher todas as cores. Eu tenho muitas cores preferidas.

Penso que é exatamente isso!

Mamãe de menino ou menina: cada um pode escolher pintar o mundo com as cores que preferir.

Sem limites! Sem preconceitos!

imagem de menino mostrando as mãos sujas de tinta

E foi nesse clima que escrevi a poesia sobre ser mãe de menino! Um poema para meu menino, que fala um pouco sobre como é ser mãe de menino. Porque meu mundo continua azul, verde, vermelho e muito mais colorido depois que ele chegou.

 

Mãe de menino

Ser mãe de menino é muito mais
do que ter um mundo azul.
É achar demais
correr pela casa atrás de um menino nu.

Ser mãe de menino vai muito além
de brincar de carrinho.
É criar uma pessoa de bem,
que saiba ser educado e demonstrar carinho.

Ser mãe de menino é incrível!
É um mundo infinitamente colorido!
Me faz ser feliz num nível
nunca antes conhecido ou adquirido.

Porque cada um pode escolher
as cores que preferir usar
para pintar o mundo em que quer viver,
crescer, construir, habitar.

Talita
06/05/2017
09:53

 

Que tal aproveitar para compartilhar esse poema com alguma mãe de menino? As imagens desse post podem ser compartilhadas, desde que seja mencionada a autoria da poesia e das frases.

 poesia mãe de menino: imagem do poema na íntegra

Espero que esse texto possa ajudar outras mães a refletir sobre como é ser

  • mãe de menino;
  • mãe de um menino;
  • mães de meninos;
  • somos mamães e ponto.

É claro que essa questão é muito mais complexa e não se resume a uma simples escolha. Há interferências externas, de grupos determinados, da sociedade em geral. Afinal de contas, não criamos nossos filhos numa bolha!

Meu filho faz parte do meu mundo azul e colorido, mas também é parte do mundo todo.

Card com a frase: Meu filho faz parte do meu mundo, mas também é parte do mundo todo.

Vez ou outra, o Vinicius chega em casa questionando por que um amigo diz que ele não deveria usar tanto rosa nas suas pinturas. Ou dizendo que o fulaninho afirma que menino não usa roupa rosa. É claro que crianças se comparam. A gente mesma se compara o tempo todo!

Penso que esses são ótimos momentos para aproveitarmos para realmente educar nosso filhos. É nessas horas que eu repito com calma e cuidado para o meu filho que cada um é diferente do outro. Que cada um tem o direito de escolher as cores que quer usar numa pintura ou as cores da roupa que quer vestir.

Cada família tem seus valores (cada mãe tem sua verdade, lembra?) e pode pensar diferente da gente. Não é errado pensar diferente. O que não pode é faltar com respeito por conta dessas diferenças.

Respeito é uma palavra importante, muito importante nesse contexto!

Precisamos de menos preconceito e julgamento e muito mais respeito! Precisamos de menos competição e bem mais cooperação.

Olha aí uma boa coisa para ensinarmos para nossos filhos, não acham? Bons valores para repassarmos para nossas crianças. Porque não se enganem: elas aprendem direitinho o que ensinamos.

Mesmo que o ensinamento não tenha sido consciente. Mesmo que não tenhamos dito com palavras. Nossas atitudes já são suficientes. As crianças aprendem – MUITO – pelo exemplo. Pelo exemplo que tem em casa, pelas coisas que veem nas ruas.

Cabe a nós, pais, contextualizar o que elas veem nas ruas e na televisão/internet, por exemplo. Isso se chama educar. E é assim que mostramos para nossos filhos que eles podem – e devem – pintar seu mundo com as cores que quiserem!

E vocês? De que cor vocês pintam o seu mundo e o mundo dos seus filhos?
Compartilha a tua opinião aqui nos comentários (ou no Instagram ou no Facebook) e enriquece a discussão! Vale a pena!

 

Aliás, vale editar esse texto para ressaltar os comentários abaixo. Mães de meninos, mães de meninas, ou simplesmente mães relatando suas experiências pessoais.

Como mencionei acima, isso enriquece muito a discussão aqui proposta. Fico MUITO feliz em perceber que essa reflexão está sendo feita para além do meu mundo. Fico satisfeita em saber que outras mães têm essa preocupação em suas casas, com seus filhos.

 

Tem mais poesia sobre o meu menino por aqui! Tem poesia sobre o meu menino minhoca. Poesia para o meu Vinicius. E poesia sobre o milagre de ter um filho.

 

E tem uma pasta recheada de poesias maternas lá no Pinterest Só Melhora. Vale a pena dar uma olhada.

 

E outra pasta só com o texto e frases das poesias: Frases Só Melhora.

 

 

imagem com a poesia completa da mamãe de menino

Fotografias: arquivo pessoal

Imagens criadas especialmente para vocês salvarem no Pinterest: Talita Rodrigues Nunes @somelhora

imagem ilustrativa para meu mundo azul: um menino vestido de azul

Ainda sobre o tema, deixo um texto da Shyrlei, do Macetes de Mãe (mãe de dois meninos), sobre algumas verdades de quem é mãe de menino.