Quando o filho sofre, a mãe sofre em dobro! (poesia)

Se tem uma coisa que aprendi nesses quase 4 anos de maternidade é que quando o filho sofre, a mãe sofre em dobro!

Porque é impossível ver aquele serzinho que a gente colocou no mundo com dor e não sentir uma dor ainda mais forte. E mãe sente. Sente a dor do filho. Sabe bem quando ele está sofrendo.

Quando bebês, não sabem se expressar, apenas chorar. Primeiro sofremos por não saber identificar o motivo do choro. Depois sofremos por nem sempre conseguir fazer esse choro parar.

Mesmo depois de crescidinhos, já crianças falantes, não é garantia de solução dos problemas. Porque não adianta muito saber dizer onde dói, se nós não conseguimos aliviar a dor, né? Quantas vezes rezamos para que a dor saia do pequeno e venha para a gente!

Pode ser por alguma doença, pode ser a tal dor do crescimento, ou pode ser mesmo dor no coração. Ah! E quando a dor é emocional, vocês vão concordar comigo, aí é que a gente sofre em dobro mesmo!

Porque se “quem dá doce ao meu filho, adoça a minha boca”, quem faz meu filho sofrer, merece meu ódio mortal! Sei que parece forte. Mas as emoções são fortes mesmo! Já disse por aqui que me tornei uma manteiga derretida depois de ser mãe.

Tenho uma cena forte gravada na minha memória: um belo dia, chegamos (eu e meu príncipe) no colégio do filhote para buscá-lo depois da aula. A cena que eu vi foi a seguinte: meu filho, deitado no chão, com o rosto encostado na sujeira do chão, e um menino um tanto maior que ele sentado sobre suas costas e pressionando sua cabeça no chão.

Nem preciso dizer que virei um bicho, né? A tal mãe leoa mesmo! Eles estavam brincando de “lutinha”, mas não gostei nada do que vi! No mesmo dia, eu e meu príncipe ensinamos ao pequeno que se ele não conseguir se defender sozinho deve gritar por ajuda.

Ninguém consegue ver algo assim e não reagir! Nenhuma mãe ou pai consegue frear esse instinto protetivo com seu filho. Impossível não sofrer quando nossa cria está sofrendo!

Pois bem, ser mãe também me fez descobrir uma dor gigantesca. Talvez a maior dor do mundo:

a dor de ver que meu filho sofre.

filho sofre foto

Provavelmente essa dor é assim tão intensa porque sei que muitas vezes não posso fazer muito para ajudar. Há remédios, há colo, há carinho e muito amor. Mas meus super poderes de mãe vão até aí. Ah, sim! Também temos o poder da oração de mãe. Oração é sempre uma boa alternativa quando nada mais podemos fazer.

E a poesia de hoje fala exatamente sobre isso:

 

Dói em ti – dói em mim

Era só uma dança,
uma simples apresentação
Mas foi o suficiente
para apertar meu coração

Porque te ver sofrer, filho,
não apenas dói –
muito mais, me destrói.

Ver teu sofrimento
é sentir um tormento
Saber que dói em ti
é ter certeza de que
também dói em mim

Dessa vez foi só uma dança
que te deixou angustiado
E quando for a formação de um time
em que não serás selecionado?
E quando for o fim de um relacionamento
em que eras o namorado?

Talita
04/07/2016
15:18
sobre o sofrimento do filho de 3 anos
por não querer dançar na festa junina da escola

 

O dia das mães está se aproximando. E com ele, toda uma temporada de “apresentações do colégio”: Dia das Mães, Chá dos Avós, Festa Junina, Dia dos Pais… Meu filho sofre com isso. Vamos nos preparar para o que está por vir.

O pequeno simplesmente não gosta de apresentações.

Ele é um cara mais reservado e prefere ficar observando no seu canto. Respeitamos sua personalidade, mas também não queremos que ele sofra desnecessariamente com isso.

Para tanto, conversamos bastante sobre a importância de ter seus gostos, mas também de participar das atividades do colégio. No começo, ele sofria tanto com uma apresentação que não queria ir para a escola de jeito nenhum!

Com o tempo, fomos acompanhando ele nessas apresentações. Em alguns momentos ele apenas observava de longe, em outros, pedia para assistir aos amigos bem de perto. Mas levou um tempo (bastante tempo – mais de 1 ano!) para ele realmente querer participar de uma apresentação.

Ainda assim, esse momento é tenso para ele. Nós, pais, não podemos tirar completamente a dor, mas podemos ajudar a aliviar essa tensão. Oferecemos nosso colo, nosso abraço, ir de mãos dadas até o momento em que ele se sentir mais seguro. E aí, podemos oferecer nosso sorriso, nosso orgulho e nosso amor!

filho sofre pinterest

E vocês? Pelo que seu filho sofre? Quando vocês mais sofrem com eles? Compartilha com a gente! Pelo menos, desabafar alivia um pouco o coração – funciona comigo.

Seus filhos também sofrem com apresentações? Eles curtem as danças das festas juninas, cantar nas festas da família, show de talentos? Conta para mim aqui nos comentários (ou no Instagram ou no Facebook)!

Tem muito mais poesia sobre o cotidiano materno por aqui! É só clicar na categoria Poesia lá em cima e escolher.

E tem uma pasta recheada de poesias maternas lá no Pinterest Só Melhora. Vale a pena dar uma olhada:

 

24 comentários em “Quando o filho sofre, a mãe sofre em dobro! (poesia)

  1. Ser mãe é padecer no paraíso, a gente sofre mesmo. Mas a dor faz parte da vida, nossa e deles, então é importante passar serenidade e confiança e ensinar que dói sim, mas passa, e eles não estão sozinhos. 😉

    Clau

  2. A gente sofre mesmo….mas tem coisas que não podemos sofrer por eles, infelizmente. Tudo é aprendizado e crescimento. Caiu, levanta e vá em frente né? O que posso fazer é estar perto e segurar a mão dele quando ele quiser. E beijinho de mãe cura tudo né gente hahahahah

  3. “Por te ver sofrer, filha
    não apenas dói –
    muito mais, me destrói.”
    Estas palavras definem perfeitamente o quanto me machuca quando vejo em teu rosto qualquer ruguinha de preocupação.
    Fico imaginando o que fazer para poder te ver sorrir.
    Meu amor é imenso e eterno.
    Te amo.

  4. Ver um filho sofrer realmente não é fácil mas eu penso que parte disso é porque projetamos nele tudo aquilo que vivemos na nossa infância. Mas não devemos poupá-los porque essas experiências os fazem crescer. Afinal, não devemos esquecer que estamos criando os filhos para o mundo e que infelizmente nem tudo vai ser sempre alegria.

  5. Ver filho sofrer é a pior coisa que tem. Quando a dor é emocional, então, nem se fala. Para dor física temos remédio. Para dor emocional ficamos sem ação, a não ser dar carinho e apoio.
    Muito linda a poesia.
    beijos
    Chris

  6. Não tem jeito queremos sempre proteger nossos filhos e queremos ver crescer independentes,mas tudo isso dói demais pra uma mãe.
    CAdê o manual de mãe para lidar com essa situação?.

    bjs.

  7. Ta amei a poesia, e também penso igual a você, quem agrada ele ganha meu coração, e quem faz mal ganha o meu pior lado, mexe comigo mas não com ele, pq ai o bicho pega. E acho que quando eles estão sofrendo a gente sofre em dobro…

    Bjs Mi Gobbato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *