Dia 12 de junho já passou, mas não queria deixar de comemorar o Dia dos Namorados por aqui. (aqui teve post com inspiração de scrap cartão coração)

Sim, mães e pais também podem – e devem, e merecem! – comemorar a data romântica. Pode ser que não tenham conseguido concretizar todas as ideias, pode ser que o cansaço tenha sido mais forte que o romance.

Mas eu sou da opinião que o amor deve ser celebrado sempre! Eu e meu príncipe dificilmente comemoramos no dia 12/06, exatamente – isso já acontecia antes mesmo do filhote. A data não é importante. O importante é continuar cultivando o amor do casal.

É claro que a chegada de um filho muda completamente a rotina da casa. E vou ser bem sincera, muda também a relação entre homem e mulher. É uma oportunidade que a vida nos dá de nos apaixonarmos pelo nosso escolhido por motivos que não conhecíamos.

O amor é um sentimento elástico! A gente puxa de um lado, o marido puxa de outro, o filho puxa de outro ainda… e o amor só aumenta! Só Melhora! 😉

Cada um tem seu jeito de celebrar o amor: flores, chocolate, vinho, carinho, abraço – as possibilidades são infinitas. Meu jeito é, claro, em forma de poesia:

 

Profundo como o mar

Eu te amo.
E não me pergunte quanto!
Eu não poderia responder…
Não por não saber,
mas por não existirem
palavras para o fazer.

A Matemática não inventou
uma medida desta grandeza.
A Física nem cogitou
um fenômeno desta beleza.

O fato é que eu te amo.
E não é pouco não.
Não é mesmo!
É algo assim…
… infinito como um beijo.
… profundo como o mar.
Amo tanto quanto é
(im)possível amar.

Talita
12/06/2006
16:45
No meu 1º dia
dos namorados
CASADA!

Que tal encaminhar a poesia para seus namorados?

E olha que tem muito mais poesia de amor por aqui!
Tem para amor de filho: Meu Vinicius. Para amor de amiga: Que tenhas uma boa hora. E para qualquer tipo de amor:Nosso amor é assim.

loading...