Época de volta às aulas. Já contei por aqui do início da vida escolar do filhote – ele não é daquelas crianças que sai correndo para abraçar a professora ou brincar com os colegas.

E aí, como fica o coração de mãe? Apertado, é claro.

Todo início de ano letivo, é um novo recomeço. Essa foi a terceira volta às aulas na vidinha do meu filho. Mesmo colégio, alguns amigos permanecem, mas o fato de ter uma nova professora, uma nova sala, uma nova rotina já é suficiente para nos encher de sentimentos conflitantes.

Ao deixá-lo contrariado com a professora (esse ano até que ele não tem chorado, mas não fica de bom grado, não), impossível segurar aquela angústia que queima na barriga e aquele pensamento repentino: será que não dá mesmo para ele ficar em casa?

No segundo seguinte, a confiança no colégio e a segurança de que essa é a coisa certa a se fazer tranquilizam meu coração de mãe. E quando vamos buscá-lo, no fim do dia, a alegria em seu rosto e as milhões de histórias que ele vem contando colocam uma pedra sobre qualquer dúvida que poderia ter restado.

Semana passada, na reunião de pais, mais uma confirmação de que está tudo bem. O filhote (que foi comigo à reunião porque não tinha com quem deixá-lo) avistou as professoras e chamou minha atenção:

– Olha lá, mãe! Minhas professoras novas! Posso dar um abraço nelas?

E, com o meu consentimento, foi. Pronto! Ele já fez um laço com as professoras e, pelo abraço apertado, percebi que elas estavam cuidando bem do meu filhote.

É claro que ainda fico em estado de alerta e o coração quase pula pela boca quando o telefone toca e vejo que é do colégio. Imagino que essa sensação nunca vai passar.

Mas continuamos aproveitando nosso comecinho da manhã juntos – e chegando atrasados ao colégio. E me delicio com a falação dele no caminho de volta da escola para casa.

E claro que eu tirei (e ainda vou tirar) mil fotos para registrar o ano letivo e fazer muito scrap.

E assim a vida segue, pais trabalhando, filhos no colégio, tudo tranquilo – até o próximo início das aulas.

 

Como é a volta às aulas com os filhotes de vocês?

 

Que sentimentos são mais fortes no coração da mãe? Me conta aqui nos comentários ou nas redes sociais. Vou adorar saber!
loading...