Chega essa época do ano e não da mais para fugir do assunto: é Natal. Para todos os lados que olho, sempre tem algo que remete ao Natal. O que eu penso? Preciso escrever um poema de Natal.

Os comerciais de televisão, as vitrines das lojas, as decorações natalinas e até mesmo as atividades na escola do filho. Tudo remete ao Natal.

Preciso escrever um poema de Natal.

Particularmente, eu adoro essa atmosfera natalina. Curto muito decorar nossa casa. Mas com a correria de fim ano, ainda não tinha conseguido tempo para fazer isso esse ano. Eu estava esperando um fim de semana tranquilo em casa para montar toda a decoração – e esse fim de semana nunca chegava.

Até que em plena segunda-feira, meu filho chega do colégio e me cobra isso:

– Mãe, temos que arrumar a casa para o Natal.
– Eu sei, filho. Fim de semana a gente vai fazer isso.
– Não, mãe, vamos fazer agora. Eu te ajudo.

Pronto! Era o empurrãozinho que eu precisa para fazer brotar uns minutos a mais no dia e finalmente entrar no clima – essa é a pura magia do Natal.

poema de natal magia

Enquanto montávamos a árvore, espalhávamos papais noéis pela casa e arrumávamos carinhosamente o presépio, meu pequeno me fazia refletir sobre o verdadeiro sentido do Natal. E resolvi que eu não precisava simplesmente escrever um poema de Natal. Melhor seria fazer uma reflexão de Natal.

Até porque já tem uma poesia de Natal minha aqui no blog.

Penso que podemos aproveitar essa tradição natalina de enfeitar a casa para falar sobre os símbolos do Natal. Enquanto montamos o presépio, eu vou contando, mais uma vez, sobre a história do nascimento de Jesus. Todo ano eu conto essa história, mas a cada ano meu filho a compreende de um ângulo diferente.

Dessa vez ele ficou encantado em saber que Jesus faz aniversário no dia de Natal. Lembro que ano passado ele gostou de conhecer os presentes que os reis magos levaram para o menino. E no ano anterior ele ficou curioso sobre Jesus ter nascido da barriga da Maria.

Agora, com 4 anos e meio, ele me pergunta se o Papai Noel vai levar presentes em todas as casas. Eu entro na fantasia e explico que o Bom Velhinho tem muitos ajudantes para isso. Sim, eu falo sobre o Papai Noel para o meu filho – já expliquei meus motivos para isso.

Aliás, eu também faço lista de pedidos para o Papai Noel.

Mas também aproveito para ensinar que nós também podemos distribuir presentes para as pessoas que amamos. Mais que isso, podemos dividir muitas coisas que temos e não usamos mais com outras pessoas. De tanto eu falar disso, ele mesmo já separa alguns brinquedos para doação. Ou, quando percebe que determinada roupa ficou pequena, já me pede para dar para outra criança.

poema de natal presente

Natal é sobre tudo isso! Ninguém precisa reduzi-lo a presentes e compras. Natal é muito mais! É a época em que a gente pode (deve!) parar para fazer esse tipo de reflexão. E sim, eu escrevi um poema de Natal:

 

Sobre o que é o Natal?

O Natal
vai muito além
do que aparece no comercial

Natal é sobre
espalhar amor
por onde for

Provar da vida
o sabor
e ensinar ao próximo
como um professor

Natal é sobre
fazer o bem
sem olhar a quem

Ninguém precisa
ir a Belém
ou vestir vermelho
pra presentear alguém

Olhe para dentro
e pense por um momento:
Sobre o que é
o Natal afinal?

Talita
22/11/17
16:22

 

Sobre o que é o Natal para vocês? Vocês têm alguma tradição especial nessa época do ano? Conta para mim aqui nos comentários (ou no Instagram ou no Facebbok).

 

Para que essa reflexão e poema não fiquem apenas aqui nesse post, preparei algumas imagens para a gente espalhar Natal por aí! Vocês podem salvar as imagens e encaminhar por e-mail, WhatsApp, compartilhar no Facebook, Instagram, Pinterest ou até imprimir e enviar num cartão bem lindo. Que tal?

poema de natal insta

poema de natal insta2

poema de natal insta3

poema de natal insta4

 

Imagens originais: Pixabay

Imagens criadas especialmente para vocês salvarem no Pinterest: Talita Rodrigues Nunes @somelhora

poema de natal frases

poema de natal pinterest4

poema de natal frases2

loading...