Poesia de Mãe – por Rafaela Carvalho

Quinta-feira é dia de poesia por aqui. Mas hoje a poesia de mãe não é minha. Sempre deixei aberta a porta do blog para outras mães e pais que, assim como eu, escrevem poesia. Quem quiser compartilhar suas poesias conosco já sabe: é só me escrever!

Bom, hoje eu trago uma poesia da Rafaela Carvalho – sua primeira poesia de mãe, segundo ela. A Rafaela tem um blog maravilhoso, chamado A.Maternidade (já falei dele no Top10 Blogosfera materna). Ela é mãe de 3 (2 meninos e uma menina) e escreve sobre suas experiências.

Sua poesia retrata o “quadro completo” da vida de mãe, com suas dores e delícias. Maternidade real, como gosto de falar aqui no Só Melhora. Por isso fiquei muito feliz por ela compartilhar essa poesia por aqui!

 

Poesia de Mãe:

Ninguém a tinha em mente, quando as 4 da manhã eles acordaram novamente.
Ninguém a ouviu quando o cansaço a feriu.
Ninguém escreveu todo o amor que ela já deu.
Ninguém presenciou quando no chuveiro ela chorou.
Ninguém notou quando no jantar ela esperou.
Ninguém nem contou quantas vezes ela embalou.
E quantos bandaids ela colou.
E quanto arroz ela cozinhou.
E quanto caos ela arrumou.
E quanta luz ela espalhou.

Ninguém a viu quando das gracinhas ela sorriu.
Ninguém a segurou quando o medo a atacou.
Ninguém enxergou quando mais uma vez ela limpou.
Ninguém estava lá quando ela sentava para brincar.
Ninguém testemunhou os beijinhos que ela ganhou.
Ninguém escutou as histórias que ela contou.
E as lágrimas que ela secou.
E as juras que ela falou.
E as músicas que ela cantou.
E a culpa que ela calou.

Ela acha fácil pois faz tudo por um abraço.
E quando fica perdida vem Deus e mostra a saída.
E quando já pensa que não aguenta, vem o amor e a arrebenta.
E para os que não dão bola, saibam que a maternidade é uma escola.
Pois nesta jornada atrevida, são as mães quem dão a vida.
E dar a vida não é parir, já que algumas acabam por partir.
Dar a vida é dar amor.
Criar é dar raiz.
É isto que faz de uma criança mais feliz.
E se você pensa que escolheu, na verdade foi escolhida.
Pois esta alma ao renascer, apontou para você.
E que benção mais carinhosa saber que de todas as rosas, você, apenas você, foi vista como a mais maravilhosa.

Rafaela Carvalho
publicada em 28/09/2016

 

Mais alguém escreve poesia de mãe por aí?

Procurando mais poesias sobre a dor e a delícia da vida materna? É só clicar na categoria “poesia” lá em cima.

E tem uma pasta recheada de poesias maternas lá no Pinterest Só Melhora. Vale a pena dar uma olhada:

 

Tem poesia de amor: Amo o pai do meu filho. Poesia de cotidiano materno: Vida de mãe que trabalha fora. Tem até poesia de parto: Que tenhas uma boa hora e algumas mais sérias: O amor que não foi à primeira vista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *