Apesar da minha formação na área (sou Mestre em Psicologia, graduada em Musicoterapia e fui professora de musicalização infantil por 8 anos), esse texto não vai tratar de questões conceituais dos benefícios da música para crianças. Bem pelo contrário, quero falar da parte prática.

Isso porque é bem bacana conhecer os estudos que mostram a influência da música no desenvolvimento infantil. Mas é muito melhor saber como a gente pode utilizar esse conhecimento para facilitar o nosso dia a dia, certo?

A ideia desse texto foi uma sugestão de uma amiga que, conhecendo a minha formação, queria dicas de como ela poderia utilizar a música para lidar melhor com seus filhos. É fácil perceber que toda criança tem uma certa atração por música. Mas como nós, mães e pais, podemos tirar proveito disso?

Como podemos usar a música a nosso favor? Como aproveitar o interesse dos pequenos pela música para que ela (a música) nos ajude na lida do dia a dia? É disso que quero falar!

imagem de uma partitura musical enrolada - benefícios da música para crianças

Benefícios da música para crianças – questões práticas

Quando falo em questões práticas dos benefícios da música para crianças me refiro às pequenas coisas do dia a dia mesmo. Penso que a música pode ajudar os pequenos a escovar os dentes e tomar banho sem tanta enrolação.

Acredito que podemos utilizar a música para facilitar o aprendizado dos conteúdos trabalhados no colégio. Tenho certeza de que ela é muito útil para facilitar às crianças a lidarem com suas emoções. É isso que chamo de questões práticas.

E não vou entrar no mérito dos benefícios da música para crianças enquanto aprendizado formal. Ou seja, a ideia não é sugerir que toda criança estude um instrumento musical, faça aulas de dança ou frequente a musicalização infantil.

Embora eu tenha certeza de que isso seria extremamente benéfico para qualquer criança, minha intenção aqui é dar dicas de coisas que podemos fazer em casa. Mães e pais sem conhecimento ou formação musical prévia podem – e devem! – se utilizar dos benefícios da música para crianças.

imagem de mãos tocando piano

Benefícios da música para crianças – questões conceituais

Tá bom, vou falar só um pouquinho das questões conceituais dos benefícios da música sobre as crianças. Isso porque minha parte acadêmica não permite que eu fale exclusivamente da minha experiência como mãe.

É fácil encontrar pesquisas internet afora comprovando que o contato com a música (não necessariamente o estudo formal) desenvolve os dois hemisférios cerebrais. Música é algo complexo: envolve tanto conceitos matemáticos como de linguagem, por exemplo.

Chega a ser até óbvio que a música trabalha concentração, socialização, coordenação motora e expressão corporal. Mas o que acho mais incrível nisso tudo é que podemos utilizar a música como meio e não como fim.

Ninguém precisa estudar música para ser músico. Estudar música apenas por prazer já traz todos os benefícios que ela pode oferecer. A maioria das pesquisas desenvolvidas nessa área, inclusive, estuda os benefícios da música em crianças e adultos não músicos.

imagens com alguns benefícios da música para crianças

Benefícios da música para crianças no dia a dia

Agora chega de conversa e vamos logo para a parte prática. Afinal de contas, como a gente pode usar a música para facilitar a vida com filhos?

Não tenho dúvidas de que essas possibilidades são infinitas. Vou pontuar aqui 5 benefícios práticos da música para crianças. Cabe a cada família testar e adaptar essas sugestões para a sua realidade.

5 benefícios práticos da música para crianças:

  1. Músicas especificas para momentos específicos
  2. Música como reforço cognitivo
  3. Música para elaborar emoções complexas
  4. Improvisação e criação
  5. Foco e objetividade

Músicas específicas para momentos específicos

Muito melhor que ficar dando ordens para os pequenos todo santo dia é deixar que a música faça isso por nós! Mandar que o filho vá tomar banho, guarde os brinquedos ou faça as tarefas pode ser cansativo e desgastante. Ter uma música para cada um desses momentos é uma forma alegre e divertida de dar as mesmas ordens.

Não precisa ser uma canção conhecida (pré-existente) ou complexa. Qualquer frase cantarolada funciona, desde que seja sempre igual. As crianças aprendem por repetição, portanto a música para guardar os brinquedos, por exemplo, deve ser sempre a mesma.

O filhote aprendeu no colégio uma linha melódica para duas palavras: “guardando, organizando”. Como as professoras cantavam na escola, ele cantava em casa quado guardava seus brinquedos. Eu não quis inventar a roda de novo e simplesmente repito essa melodia em casa quando quero que ele entenda que está na hora de finalizar a brincadeira.

A mesma ideia pode ser aplicada para qualquer atividade repetitiva em casa. Pode-se ter uma música para a hora de acordar, uma música para a hora de escovar os dentes e assim por diante.

Música como reforço cognitivo

Para as crianças em idade escolar, ajuda bastante utilizar a música como ferramenta de reforço cognitivo. Novamente, a criança aprende por repetição e poder “treinar” conceitos recém-aprendidos facilita o aprendizado.

A música tem a linda capacidade de integrar prazer e memória, por exemplo. Isso é fundamental para facilitar e reforçar o aprendizado de qualquer conceito.

Aqui também não precisa ser uma canção conhecida. Mas é só dar uma pesquisada no Google para encontrar música para tudo nessa vida! Aqui mesmo no blog, na categoria Música Infantil, dou várias sugestões de grupos musicais bacanas para isso.

Apenas para citar um exemplo fácil: quando as crianças aprendem sobre as partes do corpo. Há diversas músicas como “Cabeça, ombro, joelho e pé” ou “Boneca de lata” que podem reforçar esse conhecimento. Isso vale não só para Educação Infantil. O filhote está aprendendo sobre os ossos do esqueleto humano e canta uma música que descreve diversos nomes de ossos, só para citar mais um exemplo.

Música para elaborar emoções complexas

As crianças ainda não tem o cérebro completamente desenvolvido. Uma das diversas consequências disso, é que não estão preparadas para lidar com uma série de emoções.

Elas sentem raiva, medo, ansiedade, mas não sabem muito bem como elaborar isso, como expressar esses sentimentos. E a música pode ajudar muito nisso, felizmente!

Os pais podem identificar canções conhecidas das crianças que aflorem determinada emoção para oportunizar que os pequenos tomem contato com ela num ambiente seguro como o lar. Ou podem apresentar canções ainda não conhecidas com o mesmo objetivo.

Desde que meu filhote ainda estava dentro da barriga, eu canto “Eu sei que vou te amar” para ele. Essa é uma canção que ele sabe que aflora emoções em nós dois. Quando ele está naqueles dias muito carregados, (em que a gente precisa chorar para aliviar a tensão, sabe?) ele me pede para cantar essa música. A emoção da música transborda em lágrimas e ajuda a aliviar a ansiedade ou nervosismo do momento.

Improvisação e Criação

Improvisação e criação são conceitos relacionados à música que podem ser ampliados para outras áreas da vida. Improvisar nos ajuda a treinar a flexibilidade e criar nos desperta o orgulho de ter nossas próprias produções.

Pode parecer algo complexo e adulto, mas qualquer criança sabe muito bem improvisar e criar. Elas inventam suas próprias músicas, criam suas próprias danças, constroem versões inéditas para canções conhecidas.

Experimenta incentivar um pouquinho isso para ver o que acontece! Uma ideia é pedir a sugestão dos filhos para criar canções para determinada atividade doméstica ou tarefa da escola, por exemplo, como sugerido anteriormente.

Repetir uma música criada por eles dá mais engajamento e ressalta o comprometimento com determinada tarefa. Além disso, eles se orgulham muito em ver os pais cantando canções criadas por eles. Recomendo fortemente tentar por aí!

Foco e objetivo

Tudo é novidade quando se é criança. Os pequenos despertam interesse por qualquer coisa que passe dentro do seu campo de visão. Isso é fundamental para o seu desenvolvimento, mas chega uma hora em que eles precisam aprender a ter foco e objetivo.

Mais uma vez, a música pode ajudar nisso de uma forma leve e prazerosa. Uma característica inata da música é possuir ritmo, pulsação. Pode-se utilizar essa característica para dar ritmo e periodicidade a uma atividade também.

Além disso, ter uma música como base de uma atividade do dia a dia ajuda a canalizar a atenção dos pequenos para o que se quer. Eles focam na música e se distraem menos.

Já utilizei esse princípio muitas vezes na hora da refeição, por exemplo. Se deixar, um jantar pode levar horas intermináveis por aqui! Fazemos combinados como ter que jantar no ritmo de uma canção ou terminar a refeição até o fim de uma sequência de X músicas, entendem?

imagem de um menina dançando

Bom, acho que deu para ter uma ideia de que os benefícios da música para crianças não só apenas conceituas, né? Podemos nos utilizar da música de uma forma bem prática para facilitar o dia a dia com os filhos.

Agora me conta aqui embaixo nos comentários (ou no Instagram ou no Facebbok) se vocês já tinham pensado nisso. Qual a tua dica para tirar vantagens da música em casa com os pequenos?

loading...