Toda mãe e pai quer oferecer um espaço aconchegante para seu filhote. Mas quando se fala em decoração de quartos infantis, não é só a estética que deve ser levada em conta.

A segurança é fundamental nesse contexto. E para falar sobre esse assunto tão sério, nada melhora que buscar a ajuda de uma especialista. Confiram as dicas abaixo!


Confira dicas para reformar e aplicar nos quartos infantis

imagem de um dos quartos infantis decorados

Quando o assunto é decoração infantil, a criatividade e a alegria são os pontos principais. Mas, afinal, como deixar esse ambiente mais fofo e propício a despertar a imaginação dos pequenos? Há diversos truques que ajudam a deixar o quarto das crianças mais bonito e até funcional, dependendo da idade deles. Confira!

 

Bebê

No quarto do bebê, é importante se atentar para não deixar o espaço pequeno com diversos objetos. O que não pode faltar nesse cômodo é: um berço e uma cômoda. Se o local for maior e os pais desejarem, pode ser colocado também uma prateleira ou suporte a mais para armazenar os objetos. Uma cadeira para amamentação também é recomendada, embora não seja obrigatória.

 

A arquiteta Luciana Paixão destaca ainda que alguns detalhes devem ser observados para garantir a tranquilidade dos pais. “Pense na localização da cama. Não posicione a cama debaixo de uma janela, diretamente contra um radiador ou com prateleiras, bordas ou eletrodomésticos sobre os quais uma criança possa se segurar”, aconselha a profissional. Além disso, é importante prender os móveis autônomos, fixando-os à parede com dispositivos anti-tombamento, como correias ou suportes de fixação.

 

No quesito decoração, as paredes podem receber um papel especial para dar uma aparência fofa ao ambiente. Por ser fácil de aplicar e tirar, esse item pode ser uma alternativa à pintura tradicional. Para que o ambiente não fique sobrecarregado, basta utilizar a parede em uma ou duas paredes. É possível ainda optar por modelos de papel de faixas, que ocupam um pequeno espaço.

 

Tendo em vista que o ambiente já estará colorido, a cômoda e o berço podem ter cores neutras, como branco. Para quem deseja otimizar o quarto e os imóveis, é preferível escolher um berço que depois possa virar uma cama.

 

No que diz respeito à cômoda, os pais podem comprar um modelo com trocador, pois isso economiza espaço e garante uma funcionalidade a mais para o móvel. Independentemente do tipo de cômodo e berço que se compre, é necessário que eles tenham certificado de segurança, garantindo que sejam resistentes e ideais para as crianças.

 

Crianças maiores

Quando o bebê cresce, as necessidades mudam, mas não o desejo dos pais de ver o cantinho dos filhos bonito e funcional. Se o berço puder servir como cama, melhor. Porém, se isso já não for possível, os papais podem optar por montar camas estilizadas de personagens ou estruturais, como “casinhas”.

 

De acordo com Paixão, é preferível usar cama do que beliche, sobretudo se a criança ainda for pequena. “Evite beliches se o seu filho tiver menos de seis anos. As camas de cabines são uma opção melhor, se você puder espremê-las, pois também haverá muito espaço extra de armazenamento”, afirma.

Para as crianças que já estão em idade escolar, uma dica é fazer uma parede quadro-negro para que elas possam desenhar, escrever e se divertir. Além de ser simples de ser aplicada, essa ideia ajuda os pequenos a não sujarem a casa inteira, pois elas terão um espaço exclusivo para isso.

 

Também é importante organizar um cantinho para a leitura, com uma prateleira de livros, uma poltrona e até uma mesa — que poderá ainda ser usada para os estudos. Nesse espaço, vale a pena optar por uma iluminação especial, como uma luminária divertida, para chamar a atenção dos pequenos.

 

Assim como nos quartos dos bebês, o das crianças maiores pode ser usado papel de parede, tornando assim a decoração mais divertida. Além disso, os pais podem apostar em objetos divertidos, quadros e letreiros para que o ambiente fique bastante alegre. Porém, é importante sempre tomar cuidado para não colocar nada pesado em cima da ou da mesa de estudos, evitando assim acidentes.


Para quem se interessa pelo assunto, tem mais dicas para quarto do bebê por aqui. E muita inspiração para decorar de forma personalizada.