Ah! A experiência da gestação é algo indescritível! É uma fase de muitas transformações e um período de mágica acontecendo conosco.

Já falei várias vezes por aqui que foi o momento em que me senti mais plena na vida. Estar grávida, à espera de uma nova vida, foi incrível!

Tanto que fiz um Diário de gravidez de scrapbook para registrar cada fase da gestação. Além disso, estar grávida me inspirou tanto que escrevi poesias sobre isso – e sobre cada mês de vida durante o primeiro ano do bebê.

Mas algumas experiências podem deixar a gestação ainda mais interessante. Confere as dicas da Luana Santos para isso!

 


 

5 Experiências surpreendentes que vão transformar sua gestação

A gestação já é especial mas com algumas experiências pode se tornar  fantástica

Uma gestação dura, em média, 9 meses. Porém, para as mamães, parece que é muito mais tempo, já que elas criam tanta expectativa que os dias demoram ainda mais para passar.

Além de toda a magia que naturalmente acompanha esse momento, dá para fazer com que ele se torne ainda mais especial através de alguns procedimentos diferentes, realizados durante a gestação e também no parto.

A tecnologia se desenvolve tanto que traz para a realidade procedimentos e técnicas que parecem vir de filmes futuristas. Mas acredite, tudo isso é real e pode estar presente na sua gestação!

 

1 – Ver o rosto do bebê ainda na barriga (Ultrassom 3D)

 

O pré-natal é composto por vários exames obrigatórios. Entre eles, o ultrassom, que é utilizado para verificar se está tudo certo com o corpo do bebê.

Até algum tempo atrás, o ultrassom 2D era o mais comum, com imagens tradicionais, parecidas com as que são obtidas ao fazer uma ultrassonografia de qualquer outra parte do corpo.

Só que justamente devido aos avanços da tecnologia, agora é possível optar pelo ultrassom 3D. Ele transforma as imagens planas em tridimensionais, com altura, largura e profundidade, ou seja, imagens muito melhores e mais precisas!

Através desse exame de imagem, é possível ver como está o desenvolvimento do bebê e até mesmo suas feições, de acordo com sua posição no ventre, o que trará lágrimas imediatamente ao rosto dos papais.

 

2 – Descobrir o sexo do bebê ainda na 8ª semana (Sexagem fetal)

 

Sempre existem aqueles que são mais apressados e querem saber logo o sexo do bebê. Seja para tirar essa ansiedade da mente ou para comprar o enxoval e decorar o seu quartinho. É possível descobrir isso com menos de 2 meses de gravidez.

A solução é o exame de sexagem fetal, que é um exame de sangue que identifica a presença ou não de cromossomos Y no DNA do bebê, já que apenas os meninos apresentam esse cromossomo.

Também é super bacana poder montar um chá revelação, que é quando os pais descobrem, junto com seus familiares e amigos, se será um menino ou menina.

Outra boa notícia é que o exame vem se tornando cada vez mais comum. Por consequência, mais acessível aos papais. Certos convênios até cobrem esse exame, o que é excelente para poder montar o enxoval com ainda mais antecedência.

 

3 – Parto mais natural (Parto humanizado)

 

A maioria dos procedimentos que surgem para ajudar na gestação e no nascimento vêm do desenvolvimento de novas tecnologias, mas a humanização do parto é justamente o contrário.

Essa ideia traz consigo “desautomatizar” os partos e fazer com que cada um deles seja único. Afinal de contas, as gestantes não são iguais e, por isso, não devem ser tratadas exatamente iguais.

O parto humanizado é feito no tempo da mulher. Caso ela tenha contrações por um longo tempo e, ainda assim, não queira ser submetida a uma cesariana, então isso será respeitado pela equipe médica, por exemplo.

Mas aí, você se pergunta: e se a mamãe e o bebê estiverem em risco? Calma,  pois ele é feito com total acompanhamento da saúde do bebê e da mamãe. E se for necessário, os médicos ajudarão com o que for preciso.

Já publiquei aqui o relato de parto do Vinicius, que foi um parto cesárea.

 

4 – Auxílio psicológico para encarar a gravidez

 

Não é apenas o corpo que merece atenção. O aspecto psicológico da mulher também deve ser cuidado, já que toda a sua rotina mudará com a chegada de um novo integrante para a família.

Da mesma forma que a gestação traz momentos maravilhosos e muito felizes, também é comum que a mulher sinta um pouco de desespero, desconfiança e medo. Tudo isso é natural, já que a situação ainda é desconhecida para ela.

Por isso, para poder equilibrar os sentimentos e levar tudo da forma mais saudável possível, o acompanhamento de uma psicóloga pode ajudar muito com esses desafios emocionais que aparecerão cedo ou tarde.

 

5 – Nascimento sem o choro do bebê (Parto na água)

 

Quando o bebê sai do ventre de sua mãe, ele se assusta e começa a chorar.

Esse é um dos momentos mais esperados por muitas mamães, mas outras preferem encarar a situação de outra forma. Para elas, recomenda-se o parto na água, que ajuda a mãe a não sentir dores muito intensas durante as contrações e também é ótimo para o bebê.

Esse parto é realizado em uma piscina ou banheira e traz mais conforto para a mulher, que pode escolher a posição em que se sente mais confortável. Ela se sente mais segura e concentrada e menos cansada.

Uma das coisas mais interessantes de um parto na água é que o bebê não sai chorando da barriga da sua mãe, já que ele não sente o impacto causado pela transição da bolsa amniótica e do mundo externo.

É certo que todas as gestações são surpreendentes e todas serão lembradas para sempre.

Ainda assim, a mulher pode recorrer a alternativas que a deixem ainda mais feliz, segura e confortável para esse momento em que elas e os bebês são os protagonistas.

 

Portanto, seja através do pré-natal psicológico, do ultrassom 3D, da tecnologia da telemedicina ou da tranquilidade do parto humanizado, escolha o que for melhor para você e aproveite ainda mais desse momento tão maravilhoso e encantador!

 

Luana Santos,  equipe de conteúdo da agência SEO Marketing.

gestação imagens

loading...