A televisão e a internet vive recheada de imagens de mães belas e felizes, mas a maternidade real nem sempre é assim. Entre a maternidade ideal e a real, eu prefiro seguir na maternidade possível. Seja lá o que ela for! Vem colocar a leitura em dia nesse sábado com textos inspiradores sobre esse tema! Confere aí a minha listinha!

Falando nisso, já conferiu minha narrativa sobre um dia de maternidade real?

 

Na listinha de hoje tem: julgamento materno, maternidade possível desde a gravidez, filhos crescidos, sins e nãos, brincar de tinta.

 

Lembrando que essa é minha forma de reunir textos de que gostei para consultar no futuro. E, ao mesmo tempo, uma segunda chance de se informar para quem perdeu essa leitura durante semana, certo?

 

maternidade possível
Um relato-quase-desabafo sobre a maternidade possível de cada uma e os infinitos julgamentos maternos.

 

maternidade possível 02
Um relato de que a mãe que somos (ou queremos ser) já começa a se manifestar durante a gravidez. E segue por toda a nossa maternidade possível.

 

maternidade possível 02
Os filhos crescem, mas a gente continua sendo mãe. Como será a maternidade possível depois que meu filhote crescer?

 

maternidade possível 03
Porque nós dizemos muitos sins e outros tantos nãos, mas dentro da nossa cabeça o debate é bem mais complexo que isso!

 

maternidade possível 05
Algumas dicas para a mãe não se estressar demais quando o filho pede para “brincar de tinta“. Sim! Isso também faz parte da maternidade possível.

 

E aí? Gostaram da minha listinha de melhores links da semana: maternidade possível?

Se vocês tiverem mais alguma dica imperdível desse tema que foi postada durante essa semana ou conhecerem um blog materno muito bacana, indica aqui nos comentários, combinado? Adoro conhecer outros blogs e textos interessantes! 😉