Melhores links da semana (de 17 a 22/10/2016)

Sábado é dia de ouvir o filhote me falando: “mãe, vamos ficar de pijama o dia inteiro?”. Ele adora – e eu também! A gente aproveita pra curtir um dia juntinhos, muitas vezes sem grandes planos. E é tão bom!

Mas sábado também é dia de melhores links da semana. E na minha listinha de hoje tem: escola de princesas, a importância do chorar, complementação do leite materno, terrible twos e aniversário do filho/mãe.

Lembrando que essa é minha forma de reunir textos de que gostei para consultar no futuro e, ao mesmo tempo, uma segunda chance de se informar para quem perdeu essa leitura durante semana, certo?

 

melhores-princesas
A grande polêmica sobre as escolas de princesas e “não-princesas” que estão surgindo por aí.

 

melhores-chorar
Uma reflexão sobre a importância do chorar, porque chorar não é errado!

 

melhores-complemento
Aqui em casa foi assim: conseguimos manter a amamentação mesmo dando complemento.

 

melhores-twos
Porque toda ajuda é bem-vinda nessa fase dos “terrible twos”!

 

melhores-aniver
Sim, as mães (e os pais) também estão de parabéns nos aniversários dos filhotes!

 

Se vocês tiverem mais alguma dica imperdível que foi postada durante essa semana ou conhecerem um blog materno muito bacana, indica nos comentários, combinado? Adoro conhecer outros blogs e textos interessantes 😉

2 comentários em “Melhores links da semana (de 17 a 22/10/2016)

  1. Oi, Talita!

    Um post desses me chamou a atenção: Escola de Princesas. Gente, parece que estou vendo uma escola da década de 30/40. Será que esse pessoal parou no tempo?

    Existe um limite para “ser princesa”. As meninas têm o direito de viverem na fantasia até certa idade. Depois disso, elas têm que viver o mundo real. Tenho medo de muita fantasia para essas crianças que estão vindo agora…

    Beijinhos

    1. Pois é, Fernanda.
      Esse tema merece mesmo uma reflxão prolongada.
      Penso que nenhum extremo é benéfico. Muito se fala sobre não deixar as meninas serem princesas, mas e se elas escolherem esse caminho por opção consciente?
      Tenho amigas que ESCOLHERAM viver para os filhos, marido e casa – sua família, enfim. E são muito felizes assim.
      Penso que o problema maior e não poder escolher.
      Obrigada pelo comentário! A reflexão não se esgota aqui 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *