As 5 melhores lembranças desse feriado

O feriado passou, a vida voltou ao “normal”, mas as melhores lembranças ficam para sempre em nossa memória. Ou não. Porque cabeça de mãe é sempre recheada por muitos e muitos pensamentos. E se não registrarmos essas melhores lembranças, elas acabam se perdendo no tempo.

Seja tirando fotos, publicando nas redes sociais ou escrevendo poesia – como eu adoro fazer – o importante é eternizar esses momentos de alguma forma.

Gosto de pensar nisso como uma “bagagem de lembranças”. Como se fosse uma mala onde a gente vai guardando pequenas felicidades que nos aparecem pela vida. Podemos usar essa bagagem como um “banco de felicidades”, quando a nossa autoestima estiver em baixa e precisarmos aquecer o coração. Ou mostrá-la, com orgulho, para o filhote, tempos depois do ocorrido, para que ele valorize o caminho percorrido e a vida que tem.

Enfim, nesse feriado não fizemos nada muito grandioso – nenhuma grande viagem ou determinada data comemorada. Mas tivemos sim boas lembranças que merecem ser guardadas na nossa bagagem. Olha só:

1- A expectativa de encontrar alguém querido

Não moramos na mesma cidade que nossos pais e meu filho sente muita saudade dos avós, tios e primos. Então, quando sabe que iremos encontrá-los, ele já acorda mais feliz: “Mamãe, quem nós vamos ver??? Vamos ver a vovó Lela, o vovô Pombo, a Nona, o vovô Rau, o Bê, o Vivi…” – e a lista foi crescendo tanto que quase não coube no tempinho que levamos para tomar café, antes de sair de casa, no sábado passado.

2- Estar em família

Claro que adoro os momentos em que nos curtimos apenas nós três: mamãe, papai e filhinho (ah!, nós quatro: tem a Loly também – nossa Schnauzer de 5 anos). Mas estar em família (a grande família) também é uma delícia. Sabe aquele quadro tradicional: mesa cheia, todo mundo falando ao mesmo tempo, crianças espalhando brinquedos pela sala? Adoro!!!

3- Ter a certeza de que amizades verdadeiras são para sempre

Participamos de um almoço oferecido pelo filho de um casal de amigos dos meus sogros e lá, em meio a tantas histórias contadas, percebi como é bonita essa amizade verdadeira. Claro que uma relação de tanto tempo tem altos e baixos – seja entre os amigos, seja cada um na sua própria vida –, mas a amizade pura sobrevive ao tempo. Quero muito que o Vinicius também entenda isso, um dia.

4- Esquecer, por alguns segundos, que o filho estava na festa

Tá bom, foi só por alguns segundos, mas essa é uma lembrança a ser guardada: eu estava bebendo vinho e conversando normalmente com as minhas cunhadas quando meu filho entra na sala, todo suado de tanto brincar, me pedindo pão com geleia. Foi aí que eu lembrei: “Ah, é mesmo! O Vini também veio!”

5- Amor de mãe/pai é diferente de amor de avó/avô

Fato a ser guardado para a posteridade. Não é uma novidade, mas sempre que observo a relação do meu filho com seus avós penso nisso – e não foi diferente nesse feriado. As responsabilidades são outras, as fases de vida são outras e, claro, os laços criados com os avós são diferentes dos que se desenvolvem com os pais. Que bom!

Ah! E já voltando para casa, bem no finzinho do feriado, ainda tenho um momento especial para registrar – um bônus para a minha “bagagem de melhores lembranças”:

6- Há espaço para carinho do maridão mesmo no meio do cansaço

Sim, porque ninguém esperava que fosse diferente: sair de casa e da rotina tem seu preço. Isso quer dizer que os horários ficam um pouco confusos, as noites são mais tumultuadas e, somando-se à parte chata de fazer mala e pegar estrada, resulta em cansaço. E mesmo nesse contexto, tivemos uma conversa no carro do tipo: “Desculpa pelas encrespadas que rolaram, ainda te amo!”. Coloca essa num local de destaque que quero lembrar dela sempre!

 

Quais as suas melhores lembranças?

 

E vocês, também têm uma “bagagem de lembranças”? Quais foram os melhores momentos desse feriado?

 

Interessados em espiar mais algumas lembranças dessa minha bagagem? Já contei por aqui nossas melhores lembranças da Disney. Ah, sim! E uma das preferidas do blog: Lembranças de bisavó e bisneto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *